fb (1) youtube (1)

003 small 

WOD 161102 - CrossFit como estilo de vida

image_copy21

É galera, faltam poucos dias para começar o Open 2016, e eu já falando em 2017.
Mas é assim que vive um atleta, os treinos para o Open não começam dois a três meses antes do primeiro WOD. O trabalho para 2017 começa agora e no Open 2016 vamos colher os frutos de 2015.

O que estou querendo aqui é mostrar o que realmente faz a diferença em sua performance, a diferença na classificação final e em suas próximas competições.
Vou destacar alguns pontos importantes que podem fazer a diferença para você, se você levá-los a sério de agora até o Open 2017. Isso mesmo galera...2017!

"Menos é mais" isso já não se aplica ao CrossFit.
A ideia de que "eu só faço CrossFit" - uma aula por dia quatro ou cinco dias por semana - já não é suficiente para você ganhar um lugar dentro dos Regionais ou uma classificação no Master. A questão agora é: "Quanto volume eu posso fazer?" E o que devo fazer?

Dito isto, você não necessariamente tem que fazer dois treinos por dia. Jim Crowell, treinador da OPEX uma das grandes equipes com que competimos nos Regionais de 2015, me disse que o sucesso durante o Open é atribuído à dedicação.
"A maioria dos atletas que você vê dentro dos Regionais treinam em média duas a três horas quase todos os dias, e ele acrescentou: "O treinamento não precisa ser o seu emprego, agora se você quer treinar, faça com total dedicação."

A Camille, o Froning, e a Lindsey Valenzuela treinam, treinam e treinam, repetições a repetições, muita prática, e muitos anos de treino, e ano após ano. É por isso que seus nomes continuam sempre no topo das classificações. O treinamento em si tornou-se um divisor de águas para os atletas, o que fazer, quanto fazer e como fazer. Na verdade, posso dizer que o esporte evoluiu a tal ponto que, para ter sucesso atletas precisam de treinamento especializado (treinos complementares, programas específicos para LPO e Ginastica); iguais aos programas já existentes na Hangar 193.

E o componente final, a cereja do bolo, que separa os meninos dos homens as meninas das mulheres no leaderboard é o estilo de vida.
Nutrição, sono, mobilidade e a recuperação adequada. Estes todos precisam ser alinhados. Inconsistências em qualquer uma dessas áreas vai impactar significativamente na sua formação, nos resultados e em qualquer chance que você tem de ser competitivo.

Converse com um de nossos treinadores para que possam te ajudar a resolver os seus pontos fracos, e talvez te direcionar para as aulas de LPO ou Ginástica.
Fale com uma nutri, na Hangar temos parceria com a VP Nutrição pergunte sobre uma nutricionista para seu treinador.
Abra espaço em sua agenda para fazer o WOD + .
Leve os seus dias de descanso a sério.

Dessa forma, você irá trabalhar em seus pontos fracos, construir uma base sólida e habilidades estruturais e com pontos fortes.

E acima de tudo, dia após dia, mantenha seus olhos em seu objetivo.

Segue nosso WOD:

Amrap 9min
3 Bar MU
6 OHS 29/43kg
24 DU

Luiz Martins
3,2,1 Go

Comments